Portal das Comunidades Portuguesas

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID)

O Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora é uma “plataforma orgânica” renovada, vocacionada para identificar, apoiar e facilitar o micro e pequeno investimento com origem nas Comunidades Portuguesas e Luso-descendentes dirigido a Portugal, acompanhar projetos em curso ou em perspetiva e estimular e orientar as iniciativas de internacionalização de empresas de base regional, da referida dimensão.

Para cumprir aqueles objetivos, o GAID atua em estreita coordenação com a rede diplomática e consular, assumindo a qualidade de eixo funcional e interativo entre os agentes económicos e representativos do associativismo empresarial da Diáspora, o tecido empresarial nacional e entidades e organismos do Estado que, em função da matéria e tutelas, se integram neste ciclo de intervenção.

No mesmo sentido, opera em rede com os Gabinetes de Apoio ao Emigrante junto de um número crescente de Municípios nas vertentes do empreendedorismo e da promoção das potencialidades económicas locais e do desenvolvimento regional.

Para esse efeito a rede de GAEs está a ser ampliada, e atualizada com a introdução de novas valências estimulando a vocação para a abordagem empresarial e económica. Estes Gabinetes de Apoio ao Emigrante são designados de 2ª geração.

Como complemento operacional e suporte destas dinâmicas, o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, estabeleceu uma rede de pontos focais onde estão representantes das entidades institucionais, tais como ministérios, institutos e organismos públicos, e outros que permitem facilitar e canalizar a informação necessária ao tratamento dos processos, projetos e propostas provenientes dos investidores e promover a agilização possível e necessária para resposta adequada às exigências deste setor.

INICIATIVAS

I Encontro de Investidores da Diáspora – Sintra 2016

Encontra-se em preparação o “I Encontro de Investidores da Diáspora”, a decorrer nos dias 16 e 17 de Dezembro de 2016, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra. O evento afirmou-se como uma oportunidade de reunir em Portugal, empresários residentes no exterior, Câmaras de Comércio, responsáveis municipais e agentes ligados aos investimentos e à internacionalização para, a um tempo, valorizar a importância económica da Diáspora e a dimensão estratégica do mercado global que representa e proporcionar um ambiente favorável ao networking, à partilha de experiências, à identificação de afinidades, ao conhecimento e ao lançamento de bases de futuras e eventuais parcerias numa pluralidade de áreas de atividade económica.

Para esclarecimento de eventuais dúvidas contactar gabinete.secp@mne.gov.pt ou 21 394 6447/6825.

Programa

Imagem Oficial do Encontro

Comunicado de Imprensa

Entrevista do Coordenador GAID sobre I Encontro de "Investidores da Diáspora"

Entrevista do Coordenador GAID à RDP Internacional sobre "I Encontro de Investidores da Diáspora"

Conclusões do I Encontro

Decorreu, como previsto, dias 16 e 17 dezembro 2016, Sintra, Centro Cultural Olga Cadaval, “I Encontro de Investidores da Diáspora”, iniciativa do Gabinete Senhor Secretário Estado das Comunidades Portuguesas.

  • O Evento contou com a participação de 255 agentes empresariais Diáspora provenientes 38 países e representantes/responsáveis Câmaras de Comércio, Associações Empresariais, Fundações, Instituições ensino e áreas educação e formação, entre outras entidades, públicas e privadas, 21 Municípios e Comissões Intermunicipais e cerca de 50 empresários e representantes tecido económico e de empreendedorismo Município Sintra. Convergiu para Sintra um espetro alargado de áreas de atividade com incidência, sobretudo, nos serviços, logística, indústria, comércio, distribuição, turismo, hotelaria e imobiliário, tecnologia e informática, Banca, gastronomia e vinhos e de consultoria e apoio jurídico à atividade empresarial.

  • As presenças dos Senhores Ministros dos Negócios Estrangeiros, Ministro-Adjunto e da Economia, em diferentes momentos do “Encontro”, conferiram-lhe dimensão política de relevo. As intervenções de diversos Secretários de Estado nas aberturas dos diferentes painéis temáticos contribuíram decisivamente, também, para a projeção do “Encontro” e testemunharão o interesse a adesão que, no plano institucional, suscitou.

  • Ao longo dia e meio de trabalhos, “Encontro” terá proporcionado:

(i) condições francamente favoráveis ao conhecimento e troca de experiências, ao desenvolvimento de cadeias de contato e de exploração de eventuais parcerias de negócio, numa lógica de complementaridades de interesses e prioridades estratégicas de cada um;

(ii) ocasião para reforçar a perceção de identidades e afinidades entre agentes económicos portugueses residentes no exterior;

(iii) interação com agências, institutos e organismos oficiais que, no plano interno, tutelam domínios relevantes em matéria de investimento em Portugal e internacionalização de micro e pequenas empresas;

(iv) informação útil e, por vezes, nem sempre imediatamente disponível ou de acesso fácil relativa regimes e quadros de apoio e financiamento ao investimento.

  • As principais linhas de força e reflexão que ficam, para o futuro, resultado intervenções, temas abordados e dinâmicas, de facto, geradas ao longo “I Encontro de Investidores da Diáspora” poderão ser sistematizadas seguinte modo:

 (i) A expressão económica da Diáspora e dimensão do mercado que representa como origem e destino, a um tempo, de investimento e internacionalização; a consciência de que se trata de um paradigma inovador da abordagem da realidade da Diáspora mas que não exclui restantes (cívico, associativo, social, político, cultural)

(ii) O potencial deste mercado é consequência direta do dinamismo dos agentes económicos portugueses residentes no exterior e do seu capital de influência nas sociedades de acolhimento e junto dos respetivos decisores políticos e económicos; neste capítulo, os luso-eleitos revestem-se de importância estratégica notável;

(iii) O conhecimento, a proximidade e a confiança enquanto condições determinantes para se gerarem fluxos de investimento e se intensificarem laços económicos com Portugal;

(iv) Consequentemente, a urgência de se corresponder à necessidade de mais e melhor informação a prestar ao potencial investidor: como e onde pode investir, que parceiros identificar, com que apoios pode contar;

(v) O papel determinante da comunicação social e a sua responsabilidade na formação de opiniões sobre o potencial do empreendedorismo da Diáspora e na sua divulgação, sobretudo junto dos decisores institucionais internos;

(vi) A importância dos Municípios como agentes e polos catalisadores de atração e captação de investimento e geradores de internacionalização de empresas de base regional; traduz, na prática, o conceito de “territorialização” dos fluxos económicos com origem e tendo como destino a Diáspora, que tem como fundamento a ligação estreita do português residente no exterior à sua terra de origem;

 (vii) Neste contexto, a afirmação inequívoca da interatividade e articulação entre o MNE/GSECP/GAID e os GAE’s;

(viii) O fenómeno do associativismo económico; realidades alcançadas e metas ainda a atingir; é desejável que o potencial da Diáspora possa gerar fórmulas locais inovadoras e “comprometidas” de “convergência empresarial” enquanto instrumentos de defesa de interesses e objetivos próprios e também de promoção das relações bilaterais económicas e de investimento com Portugal;

 (ix)  “Conhecer para investir”; a inserção dos agentes económicos da Diáspora no Mundo Global; a importância da comunicação, da interação pessoal, do diálogo em rede e do conhecimento como pilares da globalização.

  • O “I Encontro de Investidores da Diáspora” terá, assim, correspondido aos propósitos e expetativas de difundir e projetar o trabalho que ao longo de 2016 o GAID tem desenvolvido sob orientação do Senhor Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, numa lógica de permanente coordenação intergovernamental.

  • O “II Encontro” terá lugar este ano, em Viana do Castelo, em data ainda a determinar.

  • Muito se agradece VEXA todo o apoio e colaboração dispensados durante o processo de preparação e organização do evento e que se revelaram determinantes para a sua realização e objetivos alcançados.

II Encontro de Investidores da Diáspora – Viana do Castelo 2017

Encontra-se em preparação o “II Encontro de Investidores da Diáspora”, a decorrer nos dias 15 e 16 de Dezembro de 2017, no Castelo de Santiago da Barra, em Viana do Castelo. O evento pretende afirmar-se como oportunidade de reunir em Portugal, empresários residentes no exterior, Câmaras de Comércio, responsáveis municipais e agentes ligados aos investimentos e à internacionalização para, a um tempo, valorizar a importância económica da Diáspora e a dimensão estratégica do mercado global que representa e proporcionar um ambiente favorável ao networking, à partilha de experiências, à identificação de afinidades, ao conhecimento e ao lançamento de bases de futuras e eventuais parcerias numa pluralidade de áreas de atividade económica.

Carta-Convite do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

DOCUMENTOS

 

NOTICIAS

CONTACTOS

  • GAID – Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora 

Email: gaid@mne.pt

  • Apoio ao GAID

Email: gabinete.secp@mne.gov.pt 

Telefones: (+ 351) 21 394 6406 /21 394 6359

  •  GAE – Gabinetes de Apoio ao Emigrante

https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/gabinete-de-apoio-ao-emigrante-gae