Portal das Comunidades Portuguesas

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Suriname

 

Última atualização:  2015-02-14
 
 
Nota importante
 
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.
 
 

Informação geral

 
A República do Suriname (designação oficial) localiza-se a norte da América do Sul, fazendo fronteira com o Brasil, a Guiana e a Guiana Francesa. Banhado pelo oceano Atlântico, o país conta com uma área aproximada de 163270 Km2 e uma população de cerca de 529000 habitantes. A capital é a cidade de Paramaribo.
 
Clima
 
O Suriname goza de um clima tropical, com temperaturas elevadas praticamente todo o ano. As estações secas são de fevereiro a abril e de meados de agosto a novembro, enquanto as épocas de chuva são de maio a meados de agosto e de dezembro a janeiro.
 
Línguas
 
A língua oficial do Suriname é o holandês, mas o inglês é bastante utilizado. São igualmente usados alguns dialetos locais.
 
Moeda local / sistema bancário
 
A moeda local é o Dólar do Suriname (SRD). A moeda estrangeira, em particular Euros e Dólares Americanos (USD), podem ser trocados em Bancos e casas de câmbio, facilmente acessíveis em Paramaribo. Algumas caixas automáticas não aceitam cartões internacionais. À exceção dos grandes hotéis, poderá haver dificuldade na utilização de cartões internacionais em diversos estabelecimentos. 
 
 

Regime de entrada e estada

 
Os visitantes deverão ter os passaportes válidos por um período de seis meses desde a data de entrada e apresentar um bilhete válido de saída do Suriname.
 
Vistos
 
Os portadores de passaporte português necessitam de visto para visitar o Suriname, o qual deverá ser solicitado com antecedência junto de uma missão diplomática daquele país, nomeadamente ao Consulado do Suriname em Amesterdão. Os vistos só poderão ser obtidos no aeroporto caso tenham sido previamente solicitados. 
 

Condições de segurança

 
Há registo de ocorrência de roubos e crimes violentos em Paramaribo e arredores (a área de Palmentium, em Paramaribo, é particularmente perigosa à noite). No interior do país, embora considerado relativamente mais seguro, também têm ocorrido roubos aos visitantes, pelo que é recomendável viajar com um guia turístico. Recomendam-se algumas medidas preventivas genéricas, tais como: 
 
- Evitar áreas isoladas depois de anoitecer;
- Evitar caminhar sozinho à noite;
- Não transportar grandes quantias de dinheiro e não exibir jóias ou outros objectos de valor;
- Manter uma postura discreta na utilização de caixas automáticas, evitando fazê-lo em áreas pouco iluminadas ou isoladas;
- Guardar os objetos de valor e documentos de viagem em cofres, sempre que possível;
- Manter as portas do quarto sempre trancadas;
- Utilizar aenas táxis devidamente registados e identificados;
- Adotar um comportamento responsável, respeitando leis e costumes locais;
- No caso de ser confrontado com uma tentativa de roubo, não oferecer resistência.
 
Números de emergência
 
- Número local de emergência: 115. 
 
 

Transportes

 
Transporte aéreo
 
O principal aeroporto é o J. A. Pengel International Airport em Zanderij, a cerca de 42 km de Paramaribo. Há táxis e autocarros disponíveis para a capital. Existe um aeroporto mais pequeno em Paramaribo, que opera voos domésticos.
 
Transporte rodoviário
 
A condução é feita pelo lado esquerdo. É necessária carta de condução internacional.
 
Segurança rodoviária
 
A rede rodoviária é algo limitada e apresenta deficiências de manutenção, pelo que se recomenda prudência aos condutores. Na região do interior, é geralmente necessário um veículo todo-o-terreno.
 
Transporte marítimo
 
É possível viajar de barco nos principais rios, mas são poucos os transportes com rota regular e horário estabelecido. 
 
 

Alojamento

 
Em Paramaribo e na zona costeira há diversas opções de alojamento. No interior do país, há menor oferta de alojamento e as infra-estruturas são mais limitadas e rústicas. 
 
 

Cuidados de saúde

 
A rede de cuidados de saúde apresenta bastantes limitações, sobretudo fora de Paramaribo. Aconselha-se a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo repatriamento ou evacuação para outro país.
 
É exigido certificado de vacinação contra a febre amarela caso os visitantes sejam procedentes de países de risco. Há registos da ocorrência de casos de malária no país, designadamente no interior, pelo que é aconselhável o tratamento preventivo da doença e o uso de produtos repelentes de mosquitos. Deve ser evitado o consumo de água da torneira fora de Paramaribo.
 
Endereços dos principais hospitais e clínicas
 
- Academisch Ziekenhuis: Flustraat, Paramaribo - Tel. (00597) 442222. 
 

Telecomunicações

 
As comunicações telefónicas são razoáveis. Para telefonar do estrangeiro para um número local, deve ser marcado o código de acesso internacional, seguido do código do país (597). 
 

Informações úteis

 
A posse ou consumo de droga são severamente punidos por lei. Recomenda-se:
- Nunca aceitar pedidos de transporte de bagagem de porão ou de mão, pertencente a terceiros;
- No check-in verificar se a bagagem despachada é sua propriedade;
- À chegada ao destino verificar se a bagagem foi manuseada e/ou tem sinais de abertura forçada;
- Não aceitar pedidos de transporte de dinheiro.
  
Representação Diplomática:
 
Não existe representação diplomática portuguesa no Suriname, sendo os assuntos referentes a este país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Caracas, Venezuela. As matérias consulares são da competência do Consulado Geral de Portugal em Caracas.
 
Há, no entanto, um Consulado Honorário de Portugal em Paramaribo, cujos contactos se indicam em seguida:
- Cônsul Honorário: Robert Julius Bromet;
- Endereço: Domineestraat, No. 34 - P.O. Box 2924, Paramaribo;
- Tel. (00597) 473512 / 477351;
- Fax: (00597) 472473;
- Correio eletrónico: bromet@sr.net  
 

 
Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail