Portal das Comunidades Portuguesas

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Salomão (Ilhas)

 

Última actualização: 2015-02-14

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes

Informação Geral

As Ilhas Salomão (capital Honiara na ilha de Guadalcanal) formam um arquipélago no Sul Oeste do Oceano Pacífico, a Este da Papua Nova Guiné. Trata-se de uma democracia parlamentar, no âmbito da Commonwealth. As infra-estruturas e serviços turísticos são limitados, especialmente fora da capital Honiara.

Clima

Clima de monção Tropical. Ocorrem ciclones durante a estação das chuvas (Novembro – Abril). As viagens deverão ser planeadas após obtenção de prévia informação das condições climatéricas.

Línguas

A língua franca é o Pidgin melanésio. A língua oficial é o inglês mas é apenas falado por uma pequena percentagem da população.

Moeda local / sistema bancário

A moeda local é o dólar das Ilhas Salomão (SBD). A taxa de câmbio poderá ser obtida em www.bportugal.pt

Os cartões de crédito são aceites nos principais hotéis, e devem ser utilizados com cuidado a fim de evitar potenciais fraudes e outras actividades criminosas. Os cheques de viagem podem ser trocados nos bancos. Recomendam-se o recurso a cheques de viagem emitidos em dólares australianos. Deve verificar-se, antes da partida, junto dos bancos portugueses os endereços de ATM nas Ilhas Salomão.

Regime de entrada e estada

Regime de Vistos

Para deslocações em turismo, os portugueses estão isentos de visto. Obrigatória a apresentação de passaporte (cuja validade deve ultrapassar pelo menos em 6 meses a data prevista para a partida das Ilhas Salomão), um título de viagem de ida e volta e prova de meios de subsistência durante a estadia. À chegada ao aeroporto Internacional de Honiara são concedidas autorizações de entrada até 90 dias por ano.

Condições de segurança

Deficientes.

Após vários anos de instabilidade política, actualmente a situação de segurança melhorou, em particular na Ilha de Guadalcanal, onde se encontra a capital, Honiara. Contudo, não se pode excluir a possibilidade de ocorrerem novos actos de violência.

 A polícia tem uma capacidade limitada para responder atempada e efectivamente a pedidos de ajuda. Os viajantes devem preocupar-se com a sua segurança pessoal a todo o tempo, permanecer vigilantes e usar da maior precaução no que respeita à sua segurança física e haveres.

O país encontra-se numa região de forte actividade sísmica e ciclónica. A todo o momento podem ocorrer terramotos e actividade vulcânica.

Transportes

Transporte aéreo

Existe um aeroporto Internacional em Honiara, na Ilha de Guadalcanal. Os voos internacionais, de e para Honiara, estão sujeitos a alterações sem aviso prévio atempado. Os voos domésticos podem ser cancelados sem aviso prévio.

Transporte rodoviário

Existem poucas estradas pavimentadas nas Ilhas Salomão, 90% das quais se situam em Guadalcanal e Malaita. Uma pequena percentagem tem qualidade razoável.

Segurança rodoviária

A condução efectua-se pelo lado esquerdo da faixa de rodagem e é em regra perigosa. Por vezes as estradas, fora de Honiara, são bloqueadas por grupos armados. Aconselha-se a que, na chegada ao aeroporto, os viajantes sejam esperados ou por alguém conhecido ou transporte do hotel.

Transporte marítimo

Os barcos que ligam as ilhas muitas vezes têm excesso de passageiros e carga e as regras de segurança a bordo são mínimas.

Cuidados de saúde

As infra-estruturas médicas são muito limitadas. Os hospitais e farmácias são limitados a centros populacionais e missões.

Podem ocorrer as seguintes doenças: malária (endémica), hepatite A, febre tifóide e dengue. Verificaram-se alguns casos da doença do legionário.

Os cuidados de saúde de doenças graves, que requeiram hospitalização e/ou evacuação médica, podem ser dispendiosos e, normalmente, exigem pagamento adiantado, em dinheiro, antes da prestação dos serviços.

Deverá ser consultado um médico em Portugal para aconselhamento quanto a medidas de prevenção. Aconselha-se a realização de um seguro de saúde em Portugal que cubra todo o período de férias nas Ilhas Salomão e a possibilidade de evacuação.

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas

Central Hospital – Guadalcanal. Tel. 23600 

Telecomunicações

Redes fixas e móveis de fraca qualidade, sujeitas a falhas e interrupções de serviço. O código do país é 677.

Informações úteis

É restritiva a regulamentação relativa à entrada e saída de armas de fogo, material pornográfico e certos medicamentos. Alguns bens podem ser sujeitos a quarentena ou imposto de importação.

O Governo proíbe a exportação de artefactos militares da II Guerra Mundial.

Para mais informações quanto a requisitos de entrada/saída, poderá ser consultado o website: www.visitsolomons.com.sb

Não existe representação diplomática portuguesa nas Ilhas Salomão, sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Camberra:

- Endereço: Suites 8 & 9, Stephen House, 32 Thesiger Court, 2600 Deakin, ACT Camberra, Austrália

- Tel. +61 2 62604970 / +61 2 62605664 / +61 2 62812473 – Fax. +61 2 62814387 - Email: embportcamb@internode.on.net

Endereços das representações consulares portuguesas (postos e secções consulares) no estrangeiro: http://www.portaldascomunidades.mne.pt/

- Solomon Islands Department of Commerce – www.commerce.gov.sb

- Embaixada das Ilhas Salomão em Bruxelas: Tel. +322 7327085 / 7327285

Endereços das representações estrangeiras (diplomáticas e consulares) em Portugal: http://www.min-nestrangeiros.pt/mne/missoes/

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail