Ultima actualização: 2020/03/12

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

Aviso

Coronavírus COVID-19 (Atualizado a 12/03/2020)

As autoridades da cidade de Moscovo, através de um decreto do Presidente da Câmara, introduziram um regime de alta prontidão para fazer face ao surto de Covid-19, que estipula que os indivíduos que tenham estado nos países de maior risco informem as autoridades russas dessa permanência. Foi igualmente imposto um período de autoisolamento estrito de 14 dias em casa para os cidadãos provenientes dos países mais afetados (China, Coreia do Sul, Irão, França, Alemanha, Itália e Espanha). Apesar de o decreto estar a afetar, na prática, sobretudo cidadãos russos de regresso ao país, não é de excluir que qualquer cidadão estrangeiro proveniente de qualquer país afetado pelo surto, dependendo do agravamento da situação no país de proveniência, possa também ser objeto de imposição de um período de isolamento. Estas medidas foram tomadas, por enquanto, pela cidade de Moscovo, mas podem vir abranger outras regiões (as quais também podem tomar medidas específicas). Estas medidas não abrangem detentores de passaportes diplomáticos ou membros de delegações oficiais.

Foi disponibilizada uma linha telefónica especialmente destinada a informação sobre o novo coronavírus, que todos os cidadãos deverão utilizar para informar as autoridades da cidade de Moscovo dos países de maior risco onde tenham estado e por que períodos, bem como sobre quaisquer sintomas potencialmente associados ao Covid-19: +7(495)870 45 09.

Face à volatilidade da situação atual, recomenda-se fortemente a todos os cidadãos nacionais que viagem para a Rússia a certeza de que são detentores de visto válido por um período igual ou superior a 14 dias. Aconselha-se igualmente, antes de qualquer viagem à Rússia, um contacto prévio e atempado com a Embaixada da Rússia do país de residência.

 

  • Partilhe