Última atualização: 2020-03-20

 Nota importante

Coronavírus COVID-19 (atualizado a 20/03/2020)


No seguimento da declaração de 30 de janeiro pela Organização Mundial de Saúde de Emergência médica internacional decorrente do surto do Coronavírus Covid e atento o alastramento dos casos confirmados de contágio pelo novo coronavírus (COVID-19), e a ocorrência dos primeiros óbitos, foram introduzidas na República da Irlanda uma série de medidas de prevenção para contrariar esta tendência.


1. Até há pouco viveu-se uma primeira fase assente na colaboração voluntária da população, em que esta foi convidada ao autoisolamento em casa, por período de 7 dias a 14 dias, de todas as pessoas que tenham sintomas de tosse ou febre, ainda que ligeiros, a introdução, na medida do possível, do funcionamento de organismos/entidades públicas ou provadas a partir de casa através do uso do teletrabalho e evitando-se deslocações desnecessárias, medidas de distanciamento social para a generalidade do público e, em particular, para pessoas com mais de 70 anos e/ou que padeçam de doenças ou condições de saúde que as tornem especialmente vulneráveis, encerramento de largos número de locais de acesso ao público, como museus, teatros, cinemas, bares e restaurantes (com horário reduzido até às 18H00) bem como de todas as instituições de ensino, sendo aconselhado à generalidade das pessoas que evitem grandes aglomerações, limitando as suas deslocações diárias ao estritamente necessário.


2. Face ao agravamento da situação, o Governo irlandês adotou esta semana legislação que, se necessário lhe permitirá tornar algumas destas medidas obrigatórias de exceção, no país ou em algumas das suas regiões em função das necessidades. Entre os cenários possíveis estarão, naturalmente, a imposição de restrições à liberdade de circulação no país ou à entrada e saída de passageiros vindos de zonas afetadas, encerramento de lugares.


3. Em consequência das recomendações e decisões das Autoridades locais e da evolução mais recente dos já numerosos casos confirmados, a Embaixada de Portugal na Irlanda aconselha os cidadãos portugueses residentes, em viagem ou estada temporária na Irlanda a que se mantenham regularmente informados e atentos à evolução das medidas de prevenção e controlo anunciadas ou que venham a ser divulgadas pelas competentes autoridades sanitárias Irlandesas com respeito à segurança sanitária de todos aqueles que ou residem, se encontrem em trânsito em estada temporária, ou considerem no futuro próximo deslocarem-se ao país por motivos profissionais ou pessoais.


4. Do mesmo modo, assinala a quem se pretenda deslocar à Irlanda durante este período que poderá ser sem pré-aviso confrontado com a entrada em vigor de medidas de exceção mais restritivas, decididas por entidades públicas e privadas, nomeadamente na restrição condições de entrada e saída um quadro, cancelamento de voos, encerramento voluntário ou forçado de lojas e estabelecimentos considerados não essenciais.

5. Para os cidadãos portugueses que se encontrem transitoriamente em viagem no estrangeiro e necessitem de ajuda para regresso a Portugal, o Ministério dos Negócios Estrangeiros criou ainda uma Linha de Emergência COVID-19, com o objetivo de identificar estes casos nos vários países e dar apoio aos referidos regressos, sendo que estes poderão tornar-se mais difíceis com a passagem do tempo, o agravamento da situação e a generalização das medidas restritivas à escala local, nacional, europeia e global.


Antes de alguém tomar qualquer decisão sobre deslocações de e para a Irlanda, recomenda-se a consulta do Portal das Comunidades Portuguesas: www.portaldascomunidades.mne.pt onde consta informação atual sobre viagens aos países com casos confirmados de Coronavírus Covid- 19, e decorrentes medidas e orientações de prevenção e controlo a adotar, assim como a página internet desta Embaixada: www.dublin.embaixadaportugal.mne.pt.


Foi ainda criada pelo Governo Português como medida de acompanhamento da evolução da infeção epidemiológica por COVID-19 em território nacional e no mundo um conjunto de medidas destinadas aos cidadãos, às empresas e às entidades públicas e privadas. A compilação de toda a informação pode, desta forma ser consultada no seguinte site: www.covid19estamoson.gov.pt. A informação será atualizada consoante os desenvolvimentos.

 

 As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

 

  • Partilhe