Última actualização: 2018-10-18

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

AVISO

Em setembro de 2017, a Organização Mundial da Saúde confirmou a ocorrência de um surto de Chikungunya (doença viral transmitida aos seres humanos por mosquitos infetados) na Região de Lazio, em Itália, nomeadamente na cidade de Roma e nas áreas costeiras de Anzio e Latina. Recentemente foram notificados novos casos na Região de Calábria, município de Guardavalle.

A Direcção-Geral de saúde aconselha aos viajantes com destino às áreas afetadas:

A marcação de Consulta do Viajante ou com Médico assistente, pelo menos 4 semanas antes da partida;

A consulta prévia com o Médico assistente nas seguintes situações:

   - Pessoas com artrites ou outras condições médicas subjacentes (ex. hipertensão arterial, doença cardíaca ou diabetes);

   - Pessoas com mais de 65 anos;

   - Grávidas em estado avançado de gravidez, devido ao risco de doença grave para o recém-nascido cujo parto ocorra durante a doença da mãe;

    - Viajentes com estadia prolongada como pessoas que visitam amigos e familiares, trabalhadores de ajuda humanitária e missionários.

A adoção das seguintes medidas de proteção individual contra a picada de mosquitos:

    - Aplicar repelente de mosquitos em adultos e crianças, ao longo do dia, de acordo com as instruções do fabricante e tendo em conta a duração do efeito.

O repelente deverá ser aplicado após o protetor solar;

  - Proteger as crianças em carrinhos de bebé e berços com redes mosquiteiras;

  - Optar, preferencialmente, por alojamento com ar condicionado ou, caso não seja possível, utilizar redes mosquiteiras nas camas;

  - Utilizar vestuário largo, de cores claras e que diminua a exposição corporal à picada dos mosquitos (camisas de mangas comprida, calças e calçado fechado).

Os viajantes que regressem de Itália, nomeadamente das regiões anteriormente mencionadas e que apresentem sintomas sugestivos de infecão por Chikungunya (febre, dores articulares, dores de cabeça, dores musculares e fadiga), até 2 semanas após o regresso, devem contactar o SNS 24 (808 24 24 24) ou consultar o médico assistente, logo que possível, referindo a viagem.

Lista de Países