Portal das Comunidades Portuguesas

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Guiana

 

Última actualização: 2015-02-14

 

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

Informação Geral

A República da Guiana situa-se ao norte da América do Sul, fazendo fronteira com a Venezuela, o Brasil e o Suriname. O país conta com um território de cerca de 215000 km2 e uma população aproximada de 765000 habitantes. A capital é a cidade de Georgetown.

Clima

A Guiana tem um clima equatorial, com temperaturas quentes todo o ano. De uma forma geral, considera-se que há duas épocas de chuvas: aproximadamente de maio a julho e de novembro a janeiro.

Línguas

A língua oficial é o inglês.

Moeda local / sistema bancário

A moeda local é o Dólar da Guiana. Recomenda-se que a troca de moeda estrangeira seja efetuada apenas nos Bancos e nas casas de câmbio oficiais. Algumas caixas automáticas não aceitam cartões internacionais. Os principais hotéis e restaurantes geralmente aceitam cartões internacionais, mas poderá haver dificuldade na utilização dos mesmos em diversos estabelecimentos.

Regime de entrada e estada

Ao entrar no país, os visitantes devem apresentar um passaporte com a validade mínima de seis meses e um bilhete de saída. Ao deixar o país, os visitantes devem pagar uma taxa de saída.

Vistos

Os cidadãos portugueses não necessitam de visto para entrar na Guiana, mas não deverão exceder o tempo de estadia autorizado à chegada.

Condições de segurança

A taxa de criminalidade na Guiana é relativamente elevada, incluindo roubos violentos e ataques à mão armada. Algumas zonas de Georgetown são particularmente inseguras, pelo que deverá informar-se localmente sobre os lugares a evitar. A estrada entre o aeroporto e a capital pode ser perigosa à noite. Recomendam-se vivamente algumas medidas preventivas, tais como:

- Evitar áreas isoladas depois de anoitecer;
- Evitar caminhar sozinho à noite;
- Não transportar grandes quantias de dinheiro e não exibir joias ou outros objetos de valor;
- Manter uma postura discreta na utilização de caixas automáticas, evitando fazê-lo em zonas pouco iluminadas ou isoladas;
- Guardar os objetos de valor e documentos de viagem em cofres, sempre que possível;
- Manter as portas do quarto sempre trancadas;
- Utilizar apenas táxis devidamente registados e identificados;
- Adotar um comportamento responsável, respeitando leis e costumes locais;
- No caso de ser confrontado com uma tentativa de roubo, não oferecer resistência.

Números de emergência

- Polícia: 911;
- Bombeiros: 912;
- Ambulância: 913.

Transportes

Transporte aéreo

O principal aeroporto é o Cheddi Jagan International Airport, ao sul da capital. O Aeroporto de Ogle, em Georgetown, opera alguns voos domésticos e regionais.

Transporte rodoviário

A condução é feita pelo lado esquerdo. É necessário obter uma licença local (válida por 30 dias), devendo ser apresentada para o efeito uma carta de condução internacional válida.

Segurança rodoviária

Recomenda-se muita prudência na condução, devido ao mau estado de algumas estradas e as correntes infrações por parte de outros condutores.

Transporte marítimo

Há um serviço de ferry entre a Guiana e o Suriname.

Alojamento

Georgetown oferece diversas opções de alojamento, mas as infraestruturas turísticas são relativamente escassas no interior do país.

Cuidados de saúde

A rede de cuidados de saúde apresenta bastantes limitações, sobretudo fora de Georgetown. Aconselha-se a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo repatriamento ou evacuação para outro país.

A Guiana é considerada um país de risco de febre amarela, pelo que os visitantes deverão estar munidos de um certificado de vacinação contra a doença à chegada. No caso de visitar outros países depois da Guiana, também poderá ser exigido aquele certificado. Aconselha-se a realização prévia da "Consulta do Viajante" para indicação de outras vacinas recomendadas e medidas de prevenção.

O dengue e a malária são comuns no país, sobretudo no interior, pelo que é aconselhável o tratamento preventivo da doença e o uso de produtos repelentes de mosquitos. Deve ser consumida apenas água engarrafada.

Endereços dos principais hospitais e clínicas

- Georgetown Public Hospital: New Market Street, Georgetown - Tel. (00592) 256900 / 2278232 / 8204;
- St Joseph's Mercy Hospital: Parade Street 130-132 - Tel. (00592) 2272072.

Telecomunicações

Para ligar do estrangeiro, há que marcar o código internacional e o código do país (592), seguidos do número local de sete dígitos.

Informações úteis

A posse ou consumo de droga são severamente punidos por lei. No aeroporto, é comum que a polícia reviste alguns passageiros. Assim, recomenda-se:

- Nunca aceitar pedidos de transporte de bagagem de porão ou de mão, pertencente a terceiros;
- No check-in verificar se a bagagem despachada é sua propriedade;
- À chegada ao destino verificar se a bagagem foi manuseada e/ou tem sinais de abertura forçada;
- Não aceitar pedidos de transporte de dinheiro.

Representação diplomática:

Não existe representação diplomática portuguesa em Guiana, sendo os assuntos referentes a este país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Caracas, Venezuela.

As matérias consulares são da competência do Consulado Geral de Portugal em Caracas.
- Cônsul Geral: Dr. Paulo Martins dos Santos;
- Endereço: 2da Avenida de Campo Alegre con calle Las Escuelas, Quinta Consulado General de Portugal, Caracas;
- Tel. (0058) 212 2678989 / 2672382 / 2640547;
- Correio electrónico: mail@caracas.dgaccp.pt 

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail