Última actualização: 2019-11-13

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

Aviso (13 de novembro)

Todos os visitantes, turistas, estudantes ou outros, que se desloquem a Hong Kong deverão estar muito atentos às notícias veiculadas pelos mídia e seguir os conselhos das autoridades. Deverão ser evitadas zonas, incluindo campos universitários, onde estejam anunciadas ou a decorrer manifestações, vigílias ou bloqueios que, em muitos casos, têm resultado em ações de violência grave entre os manifestantes e a Polícia.

É importante conhecer a rede de transportes públicos, em especial a rede de Metro (conhecida por MTR) e estar informado sobre os frequentes cortes na circulação. Essencial é também conhecer a situação do aeroporto internacional de Hong Kong que no passado registou períodos de interrupção do serviço fruto de manifestações e confrontos com as forças de segurança.

Em resumo, o visitante deve estar em constante estado de alerta, procurar informar-se o melhor possível e evitar grandes agrupamentos. Recomenda-se extrema cautela e uso de bom senso nas deslocações consideradas essenciais.


 

  • Partilhe