Última actualização: 2016-02-02

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

Aviso

Devido ao recente surto da febre de dengue na Província de Guangdong (República Popular da China) e ao aparecimento de alguns casos na Região Administrativa Especial de Macau, sugerimos aos nossos concidadãos, como precaução, que quando permanecerem ao ar livre apliquem um repelente, evitando ser picados por mosquitos.

Quando manifestarem sintomas suspeitos de febre de dengue, nomeadamente febre e erupção cutânea, recorram de imediato a uma consulta médica ou ao Hospital público Conde de São Januário.

O Laboratório de Saúde Pública dos Serviços de Saúde de Macau proporciona, de forma gratuita, serviço de teste de febre de dengue a todas as instituições médicas.
Para mais informações, os cidadãos podem ligar para a linha das doenças transmissíveis dos Serviços de Saúde nº + 853 2870 0800 ou consultar o sítio eletrónico dos Serviços de Saúde sobre Informações de Doenças Transmissíveis: http://www.ssm.gov.mo/csr

Foi recentemente detetada a existência do vírus da gripe aviária H7N9 numa amostra de um lote de aves de capoeira vivas importadas da RP China (Zhuhai) para Macau. Para prevenir a gripe aviária H7N9, os Serviços de Saúde da RAEM, além de exigirem aos organismos administradores de aves e às instituições de saúde para se manterem em alerta e procederem às preparações necessárias, apelam também aos cidadãos e turistas para prestarem atenção ao seguinte:

- Evitar deslocar-se aos mercados, granjas e outros locais onde há venda ou exposição de aves com casos de infecção humana pela gripe aviária H7N9;
- Evitar ter contacto com as aves, suas secreções e excrementos, e em caso de contacto, lavar as mãos de imediato;
- Não comprar ou transportar aves não inspecionadas; evitar consumir carne, vísceras, produtos derivados de sangue e ovos de aves mal cozinhados;
- Lavar as mãos com frequência;
- Se houver sintomas de febre, tosse e dificuldades respiratórias, entre outros, dever-se-á usar máscara e dirigir-se ao médico o mais rapidamente possível, devendo informá-lo de forma detalhada da história de viagem e do eventual contacto com animais.

Lista de Países