Portal das Comunidades Portuguesas

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Burundi

Última atualização: 2016-06-15

 

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

Aviso

Desde Março 2015 que  a situação política no Burundi se encontra tensa. Incidentes violentos tem-se sucedido em  Bujumbura e no interior do país. A partir de Outubro último, o estado de violências ainda se agravou, pelo que todas as viagens ao Burundi são desaconselhadas.

Os Portugueses, que se encontrarem presentemente  no Burundi, deverão ser extremamente vigilantes, e, acompanhar sempre as  noticias locais. Deverão evitar as barragens militares, qualquer ajuntamento ou manifestação e respeitar  toda as instruções transmitidas pelas  autoridades locais (como recolher obrigatório, etc.)

O Burundi foi recentemente alvo de ameaças terroristas. Pelo que se recomenda evitar os locais públicos onde se concentre  um grande número de pessoas, como estações rodoviárias, mercados e lojas de bebidas.

As províncias vizinhas da RDC, Bubanza e Cibitoke, devido aos confrontos armados que ocorrem a Leste da RDC, são as regiões mais perigosas do Burundi. Aí se perpetuam actos de banditismo, tráfico de armas de pequeno calibre, raptos e ataques a civis perpetuados por ex-soldados, rebeldes e gangues de jovens delinquentes.

Informação geral

Clima
Com a excepção da capital (Bujumbura), o resto do território é muito húmido e tendencialmente fresco. Temperatura mínima: +- 10º. Temperatura máxima: 25º a 30º.
Línguas
Francês
Moeda local / Sistema Bancário
Moeda local: Franco do Burundi

Regime de entrada e estada


É necessário visto em todas as situações.

A prova da vacina contra a febre amarela é documento essencial para a obtenção de visto de entrada no país.


É obrigatória a vacina contra a febre amarela.

Condições de segurança

Criminalidade

Existe um nível preocupante de criminalidade armada na cidade, e constataram-se alguns casos de home-jacking (assaltos a residência com sequestro dos proprietários). Constatam-se muitos roubos de telefones celulares ou outros objectos pelos « meninos de rua ».

Deverá ser-se extremamente prudente quando se deslocar na cidade depois de levantar dinheiro no banco. As deslocações a pé ao cair da noite são formalmente desaconselhadas, mesmo no centro da cidade.

A polícia é pouco disciplinada, mal equipada e pouco eficaz, A justiça é lenta e pouco fiável.



Transportes

Aeroporto Internacional: Bujumbura.

Cuidados de saúde


Rede sanitária: Má.
Doenças endémicas: Malária (incluindo a resistente), SIDA, desinteria, meningite. É recomendável o consumo de água engarrafada.

Não se recomendam os banhos no lago Tanganyika devido aos crocodilos, e os riscos de se apanhar a  febre do caramujo ou bilharzíase. Apenas algumas praias do Burundi oferecem uma relativa segurança.

O consumo de verduras e alimentos crus é desaconselhável.

Deverá consultar o seu médico antes de viajar, sendo aconselhável a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo, explicitamente o repatriamento a partir do Burundi.



Informações úteis

Notas:
Não existe representação diplomática portuguesa no Burundi, sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Kinshasa.
Endereços das representações consulares portuguesas (postos e secções consulares) no estrangeiro: http://www.portaldascomunidades.mne.pt/

Endereços das representações estrangeiras (diplomáticas e consulares) em Portugal:
http://www.min-nestrangeiros.pt


 

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail