Ultima atualização: 2019-05-29

 

Nota Importante:

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração, a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

Aviso

Devido à situação de instabilidade e insegurança existente e ao elevado número de atentados terroristas, desaconselham-se todas as deslocações não essenciais ao Burkina Faso, em especial no norte e em toda a zona oriental do país, e designadamente na fronteira com o Mali e Níger.

São particularmente desaconselhadas, e consideradas como de alto risco, as deslocações para o norte da área situada entre Orodara-Salanso-Tougan-Ouhigouya-Djibo-Dori ou para qualquer área fronteiriça com o Mali no sudoeste (incluindo as localidades de Sindou, Orodara, Salanso e Nouna) devido à elevada ameaça de sequestro e ataque terrorista. São ainda desaconselhadas quaisquer deslocações com destino ao Parque Nacional W na fronteira sudeste do Burkina Faso com o Níger e o Benim, e ao longo da fronteira leste do Burkina Faso com o Níger, devido à elevada ameaça de banditismo e sequestro.

Em caso de viagem para o país, aconselha-se a avisar a Embaixada de Portugal em Dakar e a enviar o registo de viagem para o Gabinete de Emergência Consular em Lisboa: gec@mne.pt”.

 



 

  • Partilhe