Última atualização:  2018-09-03
 
 Nota importante
 
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.
 
Avisos
 
1. Em virtude da insegurança no norte do Mali e atendendo a incidentes reportados nas fronteiras com a Líbia e a Tunísia, desaconselham-se as deslocações não essenciais ao sul da Argélia, em particular às regiões junto às fronteiras com o Mali e a Líbia, bem como às regiões limítrofes com a Tunísia. As fronteiras terrestres argelinas encontram-se encerradas. Recentes incidentes na região montanhosa da Cabília com grupos terroristas desaconselham também deslocações não essenciais àquela região.
 
2. Deverão ser observados especiais cuidados nas deslocações à região de Constantine.

3. Aconselha-se todos os cidadãos nacionais que se desloquem à Argélia que informem a Secção consular da Embaixada em Argel, através do endereço electrónico consular@embaixadaportugalargel.com, do período e local de estada, assim como do contacto no país, com vista a facilitar, em caso de necessidade, ações em matéria de proteção consular.
 
4. O número de emergência consular da Embaixada de Portugal em Argélia é o seguinte: 00 213 770674778.
 
5. Tratando-se de estadas temporárias (até três meses) ou mais prolongadas (superiores a três meses), aconselha-se os cidadãos nacionais a proceder á sua inscrição junto da Secção Consular da Embaixada de Portugal em Argel.
 
6. De acordo com o procedimento instituído pelas autoridades argelinas, qualquer deslocação de nacionais estrangeiros no interior do país deve ser previamente comunicada aos serviços de segurança competentes, polícia ou gendarmerie, para que lhes seja assegurada escolta e protecção adequada.
 
7. Foi detetado na Argélia um surto de cólera afetando o norte e o centro do país, em particular as wilayas de Bouira, Blida, Tipaza, Argel, Médéa e Aïn Defla.
Para evitar a transmissão da cólera, pede-se a melhor atenção para as recomendações da Organização Mundial de Saúde, designadamente:
- Beber apenas água que tenha sido fervida ou desinfetada com cloro, iodo ou outros produtos adequados. Produtos para desinfeção de água estão geralmente disponíveis em farmácias. Bebidas como chá ou café quente, vinho, cerveja, água gaseificada ou refrigerantes e sucos de frutas engarrafados ou embalados são geralmente seguros para beber.
- Evitar o gelo, a menos que exista certeza de que é feito de água potável.
- Comer alimentos que tenham sido bem cozidos e ainda estejam quentes quando servidos. Alimentos cozidos que foram mantidos à temperatura ambiente por várias horas e servidos sem serem reaquecidos podem ser uma importante fonte de infeção.
- Evitar frutos do mar crus e outros alimentos crus. As exceções são frutas e legumes descascados.
- Ferver o leite não pasteurizado antes de beber.
- Caso existam dúvidas quanto à proveniência de gelados, estes são de evitar.
- Em caso de sintomas devem ser consultados imediatamente os serviços médicos.
 
É aconselhável viajar com um seguro que inclua o repatriamento médico.
 
 

 

Lista de Países